FATUK-KUAK hosi TIMOR LOROSA'E

FATUK-KUAK hosi
TIMOR  LOROSA'E

Grutas de Timor-Leste   |   Timor-Leste's Caves

Levantamento do potencial espeleológico de Timor-Leste com especial ênfase nos distritos de Baucau, Lautém e Viqueque, salientando o registo topográfico de todas as cavidades visitadas;

Acções de divulgação e sensibilização que salvaguardem a protecção e uso sustentado do património espeleológico.


TIMOR SUBTERRÂNEO

UMA BREVE INTRODUÇÃO

A interface da ciência com todos os aspetos que digam respeito à exploração e respetivo estudo de grutas ou cavernas, assim como a sua aplicação na prática, denomina-se de espeleologia.

O desenvolvimento da espeleologia está sempre associado a um aumento do potencial turístico e cultural das regiões cársicas. Sabendo-se que os recursos hídricos das regiões calcárias representam cerca de 20% das reservas de água potável à escala planetária, o desenvolvimento desta atividade de uma forma sistemática permite um melhor conhecimento do potencial hídrico destas regiões, bem escasso e imprescindível quer para consumo das populações quer para atividades agrícolas e pecuárias.

Com base nos seus princípios e nas respectivas aquisições patrimoniais de um complexo conjunto de elementos próprios, tais como, ciência, técnica, cultura, identidade e memória, assentes numa clara premissa de partilha do conhecimento, quatro associações de espeleologia portuguesas, nomeadamente, o NEUA – Núcleo de Espeleologia da Universidade de Aveiro, o CEAE-LPN – Centro de Estudos e Actividades Especiais da Liga para a Protecção da Natureza, o CIES – Centro de Investigação e Exploração Subterrânea e o GPS – Grupo Protecção Sicó, propõem-se a implementar e dinamizar um projeto multidisciplinar com o objetivo de promover e desenvolver a espeleologia em Timor-Leste através da sistematização da investigação e estudo das grutas e cavernas, contemplando a formação de espeleólogos timorenses.


Objectivos

Inventariar e cadastrar as cavidades e nascentes cársicas de Timor-Leste com especial ênfase nos distritos de Baucau, Lautém e Viqueque. Efectuar levantamentos topográficos das cavidades visitadas. Desenvolver ações de sensibilização junto das populações locais que salvaguardem a protecção e uso sustentado do património espeleológico.


Resultados esperados

Nesta primeira expedição, em 2016, são esperados os seguintes resultados:

  • Documentação relativa às cavidades estudadas, de acordo com as normas internacionais, incluindo as respetivas topografias, registos fotográficos, geológicos, biológicos e de eventuais vestígios arqueológicos e paleontológicos. Os dados recolhidos serão analisados e partilhados com os parceiros locais e, posteriormente, divulgados através da publicação do respetivo relatório;
  • Reconhecimento de cavidades com potencial educativo para inclusão em futuras ações de formação espeleológica;
  • Inventariação de nascentes cársicas e de reservas de água subterrâneas;
  • Sensibilização para a proteção e uso sustentável das grutas e do meio envolvente.


Perspetivas

Dado o enorme potencial e as inúmeras possibilidades de trabalhos espeleológicos a desenvolver em Timor-Leste, este projeto, que assenta numa clara partilha de informação e conhecimento nos mais diversos domínios da espeleologia, perspetiva que a curto prazo os grupos e associações dedicadas à espeleologia sejam uma realidade em Timor-Leste.

Desta forma assegura-se que Timor-Leste e os seus espeleólogos possam continuar a desenvolver trabalhos neste domínio contribuindo assim para um maior e melhor conhecimento do seu património natural, hídrico, civilizacional e cultural.

Perspetiva-se ainda que outras áreas, científicas ou lúdicas, possam vir a beneficiar dos novos valores que este projeto vem acrescentar à atualidade Timorense.




Manuel Freire
Caver since 1992. A former president of the Portuguese Speleological Federation, FPE (2004-2012) and member of the FSE Bureau (2008-2012), is well seasoned in organizing caving activities. Also experienced in cave exploration, having participated in international caving expeditions like Brazil (2007) and Angola (2010). Specializes in digital cave surveying and cave mapping.

Pedro Silva Pinto
A caver since 1998. Apart from his regular domestic activity which includes the discovery of several new caves, has also been involved in various international caving expeditions, especially in Austria (Loferer-Schacht, 2009, 2010, 2011, 2013), Angola (Huíla, 2010) and India (Meghalaya, 2012). FPE Monitor since 2010, regularly collaborates in caving courses. Experienced in rigging, digital cave surveying and photography.

Manuel Soares
A caver since 1976 and subaquatic speleologist since 1984. Apart from his regular domestic activity which includes several new caves and underwater caves, has also been involved in two international cave diving expeditions, in the Yucatan Peninsula, Mexico (Quintana Roo, 1999 and 2001). FPE Monitor since 2001, regularly collaborates in caving courses. Acting Vice-president of the UIS Commission of Cave Diving. Experienced in rigging, cave diving and photography.

Sergio Medeiros
A regular caver since 1993, is a former President of the Teaching Commission of the Portuguese Speleological Federation (2006-2012) and a FPE Monitor since 1999. Has explored several new cave systems in his native region, in Portugal. Experienced in rigging, teaching, cartography, ridge walking and GIS.

Ana Sofia Reboleira
A cave biologist, she has a PhD in Biology and is based at the Natural History Museum of Denmark, University of Copenhagen. Discovered and described more than 50 new taxa for science, including the world’s deepest cave animal. She is the Vice-president of the International Society for Subterranean Biology and member of the Cave Invertebrate Specialist Group of the UICN. Start caving at the age of 14 and has explored more than 1000 caves in different countries and continents: Portugal, Spain; France; Italy; Slovenia; Western Caucasus; USA and Brazil.

André Reis
Intensely dedicated to speleology for 8 the last years, has explored several new cave systems in Portugal. A newcomer to international expeditions, has however been caving internationally in recent years (Spain, France). He is also a cave rescue specialist, having received his training with the FEE (Spain). Experienced in exploration, rigging, cave digging and cave rescue.


FATUK-KUAK hosi
TIMOR  LOROSA'E 

Início: 4 de setembro de 2016
Duração: 29 dias
Destino: Timor-Leste. Distritos de Baucau, Lautém e Viqueque. 
Espeleólogos: 6
  • Manuel Freire
  • Pedro Silva Pinto
  • Manuel Soares
  • Sérgio Medeiros
  • Sofia Reboleira
  • André Reis
Associações Espeleológicas:
Parcerias:
  • Juventude Hadomi Natureza
    • Joao da Costa Freitas
    • Jacinto Jose da Costa
    • Emiliano Santos Lopes
    • Maria Lili Amelia Alves Pereira
    • Longinhos da Costa Mao

Fatuk-kuak hosi Timor